segunda-feira, 2 de junho de 2014

Festival de Música Setúbal

Dia 1 de Junho, Dia da Criança, foi também o final do festival de música de Setúbal, que decorreu de 29 de Maio a 01 de Junho, onde se pôs em prática o projeto de diversidade e inclusão com a participação dos nossos alunos da EB 2,3 da Cruz de Pau.

Este evento foi uma parceria entre as escolas Academia de Música e Belas – Artes Luisa Todi, a EB2/3 Cruz de Pau e o Forum Municipal Luísa Todi, este projeto pretendeu mostrar que a música, independentemente das capacidades de cada um, é possível chegar a todos. Foi um projeto que contou com o apoio e participação da professora Filomena Vargas da Academia de Música e Belas Artes Luisa Todi, que ao longo do ano letivo disponibilizou-se para estar presente na escola, para poder ensinar e despertar o bichinho pela música existente em cada um destes 10 jovens que participaram com muito empenho, esforço e vontade.

O esperado e ansiado dia chegou...e os nossos alunos chegaram pontualmente e sem atrasos e absolutamente convitos da sua atuação, embora muito nervosos, como é de “praxe” a quem assume as coisas com o coração. Partimos rumo a Setúbal para um prévio ensaio, onde estiveram, juntos pela primeira vez, com os jovens músicos da Orquesta Orff e os seus instrumentos de percussão, assim como os restantes elementos do coro infantil e juvenil. Desta forma, e pela batuta exigente e experiente do maestro Fernando Altube, que criou esta música especialmente para este grupo misto de jovens intérpretes (surdos e ouvintes). Mostraram como é trabalhar em grupo, e em duas línguas completamente diferentes, a Língua Oral e a Língua Gestual ambas portuguesas. E foi lindoooo… infelizmente as minhas palavras não podem demonstrar as emoções e o que senti ao ver e ouvir esta junção de mãos e voz, e tudo isto no ensaio, agora imaginem como foi a atuação do grupo ao vivo.

“PRECISAVA DE UM RESTO DE SOLIDÃO PARA APRENDER SOBRE ESTE RESTO DE COMPANHIA” de Valter Hugo-Mãe


Quem esteve presente, ficou emocionado, e viu uma nova forma de música para todos. Foi absolutamente deslumbrante e ficámos com muita vontade de repetir este singular evento musical. Quem sabe…haverá outras oportunidades. No fim houve uma ovação de pé, a todos os participantes e aos nossos jovens, o que foi muito gratificante para todos os envolvidos…o que provocou algumas lagrimas e “peles de galinha”, não só por parte do grupo mas também do público presente.

De seguida, procedeu-se a uma conversa com todos os intervenientes neste projeto onde se destacou, também, a nossa colega de língua gestual portuguesa professora Sandra Marques, que obviamente teve um papel importante na adaptação da letra, como não podia deixar de ser.

 Estiveram também presentes as intérpretes de língua gestual que, apesar de estarem na retaguarda são, quer dizer somos, elementos fundamentais para que a comunicação e a informação sejam possíveis. A intérprete Susana Praxedes que esteve envolvida desde o início neste projeto, e as restantes colegas Sónia Carvalho e eu, Sónia Ramos, que estivemos sempre presentes para assegurar a comunicação/tradução de/e qualquer esclarecimento

Foi um dia muito interessante e produtivo, não só pelo resultado final, mas também pelo convívio entre todos. Foi sem dúvida um dia bem passado.


Sónia Ramos
Intérprete de LGP
02/05/2014

Sem comentários:

Enviar um comentário